Pular para o conteúdo principal

Biblioteca em Bilbao [IMB Arquitectos]


         Esse interessante projeto, cuja construção foi finalizada no ano passado, é fruto de um concurso realizado com a finalidade de conceber um anexo e reforma em uma biblioteca em Bilbao, País Basco, Espanha. A equipe de arquitetos vencedora, do escritório IMB Arquitectos, pensou uma estratégia que, se não é inédita (vide as marcantes intervençoes de Herzog & De Meuron nos mesmos moldes), é competente naquilo que se propõe.


         Além da ampliação do edifício existente, com grandes espaços para leitura e consulta, dois volumes, que se diferenciam por sua materialidade, abrigam as demais funções da biblioteca.



         Junto ao antigo edifício, um novo volume, com materialidade mais opaca e privativa, guarda a administração. Coberto por pedras, e com poucas e estratégicas aberturas, o contraste se dá de maneira simples, passando quase desapercebido por quem se movimenta na rua, não fosse o grande pano de vidro.



         O volume mais impressionante, porém, encontra-se paralelo à grande calçada que atravessa a quadra da biblioteca, dedicado ao acervo de livros: uma grande caixa de vidro. De dia, o contraste das diversas inscrições no vidro (de conteúdo dos livros dentro do edifício) chama a atenção, adesivada nos grandes planos que refletem tudo à sua volta. De noite, o conteúdo das prateleiras se revela, formando bonita imagem colorida e efêmera.








         A transparência torna-se atrativo. Se de noite o conteúdo é revelado literalmente, de dia é revelado pelo simples gesto de marcar em sua superfície, fora, o que só pode ser visto na íntegra dentro.
         Nesse sentido, liberar uma passagem antes impossível, que atravessa a quadra, ganha mais do que um sentido de circulação. Ou seja, a implantação do edifício não apenas refaz o sentido do lugar (quando tudo era acessível a pé), mas também constrói e instiga novos sentidos.



Para mais imagens e informações:

Comentários